Review: A Ordem de Licaão

ghghhO post que fechará a semana de postagens é uma breve análise da primeira HQ autoral do mito dos desenhos brasileiro, Rodney Buchemi (foto ao lado). Famoso por trabalhos nas duas maiores editoras de quadrinhos do mundo (Marvel e Dc). Tendo como destaque a série mensal do Hércules. Que o fez despontar para a grande mídia. E nada mais natural do que querer fazer um trabalho do zero. Ou seja, autoral. Desse pensamento surgiu “A Ordem de Licaão”, que foi lançada na última FIQ, em belzonte.

O plot da HQ remete aos filmes clássicos de kung-fu dos anos 70-80, onde artistas marciais desfilavam coreografia quase perfeitas de lutas, mesclando com as histórias de terror típicas de filmes de Lobisomen. O próprio autor é praticante de artes marciais. O que deve ter influenciado na composição historiográfica da revista.

A história é centrada na cidade de Belo Horizonte, onde um Lobisomen está aterrorizando o lugar. Matando várias pessoas. Resta a polícia local tentar desvendar o mistério, juntamente do mercenário Tatsumo Ishihara. Sem querer dar muitos spoilers, mas quem conhece a cidade reconhecerá muitos referências sobre o lugar. O que aumenta o sentimento de satisfação no momento da leitura. O roteiro é bem fechado, sem pontas soltas ou problemas de continuidade. Os traços bem feitos, com rostos e expressões faciais bem nítidas. No estilo preto e branco. Semelhante as HQ’s das Tartarugas Ninjas da Image Comics.

No mais é uma leitura muito agradável para quem gosta de quadrinhos autorais.

Nota – 8

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s